Vol. 34 n. 56 - 1982


SUMÁRIO / SUMMARY

INTRODUÇÃO

Retrospectiva das atividades do Jardim Botânico na atual Administração

Abatia Luxemburgioide Kunhlm
Cordélia Luiza Benevides de Abreu & Hilda Manhã Ferreira

Biologia Floral de Aristolochia Gigantea Mart. et Zucc. (Aristolochiaceae) I
Elenice de L. Costa & Noêmia da C. Hime

Palmeiras que crescem no Estado do Rio de Janeiro
Apparicio Pereira Duarte

Fenologia de Hidrocotyle Leucocephalia Cham
Ozair José Borgignon & Antonia Lélia Guadagnuci Piccolo

Contribuição ao estudo das Convolvulaceae, do Espírito Santo
Wandette Fraga de Almeida Falcão & Joaquim Inácio de Almeida Falcão

Estrutura das Madeiras brasileiras de Angiospermas Dicotiledoneas (XXIV), Cononiaceae (Weinmannia Linn)
Paulo Agostinho de Matos Araujo & Armando de Mattos Filho

Levantamento dos tipos do Herbário do Jardim Botânico do Rio de Janeiro Voschysiaceae Mart
Cordélia Luiza Benevides de Abreu & Antonia Rangel Bastos

Tipos de Herbário do Jardim Botânico do Rio ee Janeiro. Loranthaceae - I
Sheila R. Profice


Retrospectiva das atividades do Jardim Botânico na atual Administração

RESUMO

O apoio recebido do IBDF permitiu à atual direção do Jardim Botânico do· Rio de Janeiro traçar um programa de atuação, desenvolvido nos meses seguintesà sua posse ( set. 1980) e durante todo o ano de 1981. Inicialmente foi criada a Assessoria de Planejamento, a cargo do Dr. Décio B. Pizzato. Com o objetivo de buscar recursos financeiros junto a Instituições e adequá-los às necessidades do JBRJ, além de coordenar as diversas atividades de pesquisa, do parque floristico e restauração, a Assessoria de Planejamento não só busca interligar os setores do JBRJ,· como propiciar o retorno da Instituição ao seu verdadeiro nível..


Obtenha o PDF deste artigo

 


Abatia Luxemburgioide Kunhlm

Cordélia Luiza Benevides De Abreu
Hilda Manhã Ferreira

RESUMO

Entre os muitos manuscritos de Dr. João Geraldo Kuhlmann encontramos um que despertou nossa curiosidade: tratava-se da descrição de uma espécie nova da família Flacourtiaceae, Abatia luxemburgioides Kuhlm.
Aprofundando-nos no assunto verificamos que a exsicata encontrava-se no herbário com a mesma determinação deixada pelo insigne botânico. Aprofundando-nos ainda mais, verificamos que a descrição dessa e~pécie níio tinha sido publicada.
Face ao exposto e apesar de já descoberta, há mais de 22 anos, o Museu Botânico Kuhlmann, suprindo o tempo, faz publicar a descriçíio da espécie encontrada e descrita por seu Patrono. Acompanha a descriçíio um excelente desenho de Newton Leal.

ABSTRACT

This work deals about a new species of Flacourtiaceae -Abatia luxemburgioides Kuhlm. The description; and design were fount among documents from Dr. João Geraldo Kuhlmann which are now researched by us.


Obtenha o PDF deste artigo

 


Biologia Floral de Aristolochia Gigantea Mart. et Zucc. (Aristolochiaceae) I

Elenice De L. Costa
Noêmia Da C. Hime

RESUMO

Neste trabalho estudou-se o mecanismo de polinização de A. gigantea ressaltando os aspectos sapromiofílicos da flor. Consideraram-se detalhes anatômicos de diversas estruturas florais que funcionam como atrativos para os insetos e meio de captura dos mesmos. Dentre eles a pigmentação do perianto,_ os nectários, as células secretoras responsáveis pela emissão do odor e algumas estruturas epidérmicas. Foi estudado ainda o comportamento do provável polinizador efetivo Pseudohypocera kerteszi Enderlein (Díptero da família Phoridae) na flor de A. gigantea e identificaram-se os insetos visitantes, registrando-se sua freqência.

ABSTRACT

In this work we have studied the mecanism of pollination of A. gigantea emphasizing the sapromyophilous aspects of the flower. The anatomic details of the different floral structwes which function as attractives for the insects and means of the captwe of same have been considered. Among these the pigmentation of perianth, the nectars, the secreting cells responsible for. the emission of odour, some epidermic structures. The behavior of the probable effective pollinater P. kerteszi Enderlein (Díptero of the Phoridae family) on the flower o f the A. gigantea was furthermore studied and the occasional pollinater and visitors were identified and recorded their frequency.


Obtenha o PDF deste artigo

 


Palmeiras que crescem no Estado do Rio de Janeiro

Apparicio Pereira Duarte

RESUMO

Este trabalho sobre as Palmeiras que crescem no Estado do Rio de Janeiro, não o podemos considerar esgotado, pois possivelmente ainda ocorra, particularmente dentro do gênero Geonoma algumas espécies mal individualizadas pelos botânicos, visto tratar-se de um gênero constituído por espécies de pequeno porte que vivem exclusivamente nos sub-bosques das florestas primárias das serras que ocorrem bordejando"O Atlântico, constituindo a Serra do Mar, as quais podem ser englobadas pelas denominações da Serra do Tinguá, Serra de Petrópolis, Serra da . Mandioca, Serra da Estrela, Serra de Teresópolis, Serra de Friburgo, Serra de Santa Maria Madalena, etc. Este conjunto de Serras, foram mal estudadas no passado e contemporâneamente continuaram a ser pela grande dificuldade de acesso a elas e também por falta de material humano categorizado.


Obtenha o PDF deste artigo

 


Fenologia de Hidrocotyle Leucocephalia Cham

Ozair José Borgignon
Antonia Lélia Guadagnuci Piccolo

RESUMO

Hydrocotyle leucocephala Cham. é uma espec1e de sombra que cresce no Horto-Florestal "Navarro de Andrade", Rio Claro, São Paulo. Nesta área a precipitação média anual é de 1446,5mm e a temperatura 19,60C. As fenofases de brotação, floração é frutificação ocorrem na estação úmida (Outubro-Abril) e a queda de folhas na estação seca (Abril-Setembro).


Obtenha o PDF deste artigo

 


Contribuição ao estudo das Convolvulaceae, do Espírito Santo

Wandette Fraga de Almeida Falcão
Joaquim Inácio de Almeida Falcão

In this paper 6 genera with 20 species to CONVOL VULACEAE, from the State of Espirito Santo, Brazil, are studied.
Keys for different species are presented, geographical distribution in Brazil, and list of examined specimens are given.


Obtenha o PDF deste artigo

 


Estrutura das Madeiras brasileiras de Angiospermas Dicotiledoneas (XXIV), Cononiaceae (Weinmannia Linn)

Paulo Agostinho de Matos Araujo
Armando de Mattos Filho

Os autores descrevem minuciosamente a anatomia comparada do lenho das espécies Weinmannia hirta Swartz e W. paulliniaefolia Pohl, bem como resumem as suas propriedades gerais, aplicações e ocorrência no Brasil, objetivando principalmente a organizaçao ,de chaves dicotômicas para identificação e/ou determinação dos gêneros e espécies indígenas, produtoras de madeiras ou outros produtos florestais.


Obtenha o PDF deste artigo


Levantamento dos tipos do Herbário do Jardim Botânico do Rio de Janeiro Voschysiaceae Mart

Cordélia Luiza Benevides de Abreu
Antonia Rangel Bastos

This paper is connected with the classification and publication of the types from the Rio de Janeiro Botanical Gardn Herbarium (RB). ,
Photographs illustrate each species cited hy the author.


Obtenha o PDF deste artigo

 


Tipos de Herbário do Jardim Botânico do Rio ee Janeiro. Loranthaceae - I

Sheila R. Profice


Obtenha o PDF deste artigo