Volume 55 Número 85 - 2004


SUMÁRIO

Alstroemeriaceae no Estado do Rio de Janeiro
Marta Camargo de Assis

Passiflora L. Subgênero Decaloba (Dc.) Rchb. (Passifloraceae) na Região Sudeste do Brasil
Dividido em 3 Partes: Parte1, Parte2, Parte3
Michaele Alvim Milward-de-Azevedo & José Fernando A. Baumgratz

Composição Florística do Parque Nacional Serra da Capivara, Piauí, Brasil
Jesus Rodrigues Lemos

Novos Sinônimos para Espécies de Schultesia Mart. e Xestaea Griseb. (Gentianaceae)
Elsie Franklin Guimarães

Myrceugenia (Myrtaceae) Ocorrentes no Parque Nacional do Itatiaia, Rio de Janeiro
William Gomes Lima & Rejan R. Guedes-Bruni

Swartzia (Leguminosae, Papilionoideae, Swartzieae S.L.) na Reserva Natural da Companhia Vale do Rio Doce, Linhares, ES, Brasil
Vidal de Freitas Mansano & Ana Maria Goulart de Azevedo Tozzi

A Família Palmae na Reserva Biológica da Represa do Grama - Descoberto, Minas Gerais, Brasil
Marco Otávio Pivari & Rafaela Campostrini Forzza

Pteridófitas da Reserva Rio das Pedras, Mangaratiba, RJ, Brasil
Claudine M. Mynssen & Paulo G. Windisch

 

 


Alstroemeriaceae no Estado do Rio de Janeiro

Marta Camargo de Assis

RESUMO

(Alstroemeriaceae no estado do Rio de Janeiro) Neste trabalho são apresentadas as espécies de Alstroemeriaceae do estado do Rio de Janeiro, Brasil. A família é representada na área pelo gênero Alstroemeria, incluindo cinco espécies: A. caryophyllaea Jacq., A. cunha Vell., A. foliosa Mart. ex Schult. & Schult. f., A. isabelleana Herb., A. radula Dusén e pelo gênero Bomarea incluindo apenas a espécie B. edulis (Tussac) Herb. Novas sinonimizações, chaves de identificação, descrição das espécies, ilustrações e comentários são aqui apresentados.

Palavras-chave: Alstroemeriaceae, florística, Rio de Janeiro, Brasil.

ABSTRACT

(Alstroemeriaceae in the Rio de Janeiro state) This paper presents the species of Alstroemeriaceae of Rio de Janeiro State, Brazil. The family is represented in the area by two genera: Alstroemeria and Bomarea. Alstroemeria includes five species: A. caryophyllaea Jacq., A. cunha Vell., A. foliosa Mart. ex Schult. & Schult. f., A. isabelleana Herb. and A. radula Dusén. Bomarea includes just one species, B. edulis (Tussac) Herb. New synonyms, key to genera and species, descriptions, illustrations and comments are presented.

Key-words: Alstroemeriaceae, floristic, Rio de Janeiro, Brazil.

Obtenha o PDF deste artigo


Passiflora L. Subgênero Decaloba (Dc.) Rchb. (Passifloraceae) na Região Sudeste do Brasil

Michaele Alvim Milward-de-Azevedo
José Fernando A. Baumgratz

RESUMO

(Passiflora L. subg. Decaloba (DC.) Rchb. (Passifloraceae) na Região Sudeste do Brasil). Neste trabalho, aborda-se o estudo taxonômico de Passiflora subg. Decaloba na Região Sudeste do Brasil, sendo reconhecidas oito espécies - P. capsularis L., P. misera Kunth, P. morifolia Mast., P. organensis Gardn., P. pohlii Mast., P. suberosa L., P. tricuspis Mast. e P. truncata Regel. Apresenta-se uma chave para seções e espécies do subgênero no Sudeste do Brasil, além de descrições, citação dos tipos nomenclaturais e do material examinado, nomes vulgares, dados fenológicos e do habitat, distribuição geográfica, etimologia e comentários taxonômicos, assim como ilustrações e mapas.

Palavras-chave: Passifloraceae, Passiflora subg. Decaloba, Morfologia, Taxonomia, Sudeste do Brasil.


ABSTRACT

(Passiflora L. subg, Decaloba (DC.) Rchb. (Passifloraceae) in Southeastern Brazil). A taxonomic study of Passiflora subg. Decaloba in Southeastern Brazil is presented. Eight species were recognized - P. capsularis L., P. misera Kunth, P. morifolia Mast., P. organensis Gardn., P. pohlii Mast., P. suberosa L., P. tricuspis Mast. and P. truncata Regel. A key for the identification of the sections and the species of the subgenus in Southeastern Brazil, along with their descriptions, types, examined material, common names, habitat, phenology, geographic distribution, etymology, and taxonomic comments are presented, as well as illustrations and distribution maps.

Key-words: Passifloraceae, Passiflora subg. Decaloba, Morphology, Taxonomy, Southeastern Brazil.

Obtenha o PDF deste artigo: parte1, parte2, parte3

 


Composição Florística do Parque Nacional Serra da Capivara, Piauí, Brasil

Jesus Rodrigues Lemos

RESUMO


(Composição florística do Parque Nacional Serra da Capivara, Piauí, Brasil) Dos grandes biomas brasileiros, a caatingaé um dos mais desconhecidos do ponto de vista florístico e fitogeográfico. No Piauí, este bioma reveste cerca de 37% do seu território, apresentando uma única Unidade de Conservação, o Parque Nacional Serra da Capivara. Este trabalho objetivou listar as espécies coletadas na área do Parque. Para isso, foi realizado um levantamento do material coletado na região, depositado no Herbário .Graziela Barroso. da Universidade Federal do Piauí . TEPB/UFPI, acrescidos de material resultante de coletas realizadas em duas unidades geomorfológicas (sedimentar e cristalino) no período de dois anos. Foram registradas um total de 210 espécies distribuídas em 149 gêneros e 62 famílias. As famílias com maior riqueza foram Caesalpiniaceae, Fabaceae, Mimosaceae, Bignoniaceae, Euphorbiaceae e Myrtaceae com 46% das espécies. Verificou-se que a heterogeneidade do ambiente físico influencia na distribuição das espécies nos diferentes biótopos da região. No que se refere à região semi-árida como um todo, observou-se que, com exceção de um pequeno grupo de espécies, há semelhança florística entre a área de estudo com outras áreas de caatinga do semi-árido nordestino, quer sejam instaladas em terrenos sedimentares ou sobre o embasamento cristalino.

Palavras-chave: semi-árido, caatinga, flora, Piauí, Serra da Capivara.


ABSTRACT

(Floristic composition of Serra da Capivara National Park, Piauí, Brazil) Of the great Brazilian biomes, the caatinga is one of the most poorly known from the floristic and phytogeografic point of view. In Piauí state, this biome covers about 37% of its territory, with only one conservation unit, the Serra da Capivara National Park. This work aims at listing the species collected in the Park area. With that objective, a survey was made of the material collected in the area deposited in the Herbarium .Graziela Barroso. of the Universidade Federal do Piauí . TEPB/UFPI, in adittion to samples resultant from collection in two geomorphologic units (sedimentary lands and crystalline soil) during a two year period. It was registered a total of 210 species distributed in 149 genus and 62 families. The families with greater diversity were Caesalpiniaceae, Fabaceae, Mimosaceae, Bignoniaceae, Euphorbiaceae and Myrtaceae totalling 46% of the species. It was verified that the heterogeneity of the physical environment influences in the distribution of species in the different biotypes of the area. As far as the semi-arid region as a whole is concerned, it was observed that, except for a small group of species, there is floristic similarity between the study area with other areas of caatinga in Brazil.s Northeastern native semi-arid, whether installed in sedimentary lands or on crystalline soil.

Key-words: semi-arid, caatinga, flora, Piauí state, Serra da Capivara.

Obtenha o PDF deste artigo


Novos Sinônimos para Espécies de Schultesia Mart. e Xestaea Griseb. (Gentianaceae)

Elsie Franklin Guimarães

RESUMO

(Novos sinônimos para espécies de Schultesia Mart. e Xestaea Griseb. (Gentianaceae)). Foram sinonimizados seis táxons (Schultesia apiculata Huber, S. pallens Bunbury, S. stenophylla g pallens (Bunbury) Progel, S. guianensis f. lutescens Standl. & Steyerm., S. hassleriana Chodat, S. brachyptera Cham. f. heterophylla (Miq.) Jonker) em espécies do gênero Schultesia e dois (Schultesia lisianthoides (Griseb.) Benth. & Hook. ex Hemsl., S. peckiana B.L. Rob.) em uma espécie de Xestaea (Gentianaceae).

Palavras-chave: Taxonomia, Gentianaceae, Schultesia, Xestaea, novos sinônimos.


ABSTRACT

(New synonyms for Schultesia Mart. and Xestaea Griseb. species (Gentianaceae)). This work proposes six synonyms (Schultesia apiculata Huber, S. pallens Bunbury, S. stenophylla g pallens (Bunbury) Progel, S. guianensis f. lutescens Standl. & Steyerm., S. hassleriana Chodat, S. brachyptera Cham. f. heterophylla (Miq.) Jonker) in species of the genus Schultesia Mart. and two (Schultesia lisianthoides (Griseb.) Benth. & Hook. ex Hemsl., S. peckiana B.L. Rob.) in species of Xestaea Griseb. (Gentianaceae).

Key-words: Taxonomy, Gentianaceae, Schultesia, Xestaea, new synonyms.

Obtenha o PDF deste artigo


Myrceugenia (Myrtaceae) Ocorrentes no Parque Nacional do Itatiaia, Rio de Janeiro

William Gomes Lima
Rejan R. Guedes-Bruni

RESUMO

(Myrceugenia (Myrtaceae) ocorrentes no Parque Nacional do Itatiaia, Rio de Janeiro) Realizou-se o estudo morfológico e taxonômico dos táxons de Myrceugenia O. Berg (Myrtaceae) do Parque Nacional do Itatiaia e avaliou-se a utilização dos caracteres vegetativos e elementos florais como informação diagnóstica. O estudo consta de descrições, chave analítica, observações de campo efetuadas durante as coletas e levantamento de herbários. Foram assinalados para a área oito táxons: Myrceugenia alpigena (DC.) Landrum var. alpigena; M. bracteosa (DC.) D. Legrand & Kausel; M. campestris (DC.) D. Legrand & Kausel; M. cucullata D. Legrand; M. glaucescens var. latior Burret (Landrum); M. miersiana (Gardner) D. Legrand & Kausel, M.
ovata var. regnelliana (O. Berg) Landrum e M. seriatoramosa (Kiaersk.) D. Legrand & Kausel. Os caracteres diagnósticos considerados para os táxons foram forma da inflorescência, do botão floral, dos prófilos e lobos calicinais bem como presença e ausência de nervura intramarginal. Os caracteres vegetativos por si só não constituíram elementos suficientemente diagnósticos para os táxons ocorrentes na área. Foram registradas duas novas ocorrências para o estado do Rio de Janeiro: M. campestris e M. cucullata.

Palavras-chave: Myrtaceae, Myrceugenia, Itatiaia, Rio de Janeiro, Mata Atlântica.


ABSTRACT

(Myrceugenia (Myrtaceae) occurring in Itatiaia National Park, Rio de Janeiro) A morphological and taxonomic analysis of the species of Myrceugenia O. Berg (Myrtaceae) in Itatiaia National Park, Rio de Janeiro, Brazil, was carried out. In addition to determining the species present in the Park, the usefulness of vegetative and floral characters as diagnostic tools was evaluated. The study includes descriptions, an identification key, observations made in the field and from herbarium collections. Eight taxa were identified: Myrceugenia alpigena (DC.) Landrum var. alpigena; M. bracteosa (DC.) D. Legrand & Kausel; M. campestris (DC.) D. Legrand & Kausel; M. cucullata D. Legrand; M. glaucescens var. latior Burret (Landrum); M. miersiana (Gardner) D. Legrand & Kausel, M. ovata var. regnelliana (O. Berg) Landrum and M. seriatoramosa (Kiaersk.) D. Legrand & Kausel. Diagnostic characters found useful were the shapes of the inflorescence, the flower bud, the prophyll and the calyx-lobes, as well as the presence or absence of an intramarginal vein. Vegetative characters alone are not diagnostic to distinguish the species of Myrceugenia in the Park. Two new occurrences for the state of Rio de Janeiro were registered: M. campestris and M. cucullata.

Key-words: Myrtaceae, Myrceugenia, Itatiaia, Rio de Janeiro, Atlantic Forest.

 

Obtenha o PDF deste artigo


Swartzia (Leguminosae, Papilionoideae, Swartzieae S.L.) na Reserva Natural da Companhia Vale do Rio Doce, Linhares, ES, Brasil

Vidal de Freitas Mansano
Ana Maria Goulart de Azevedo Tozzi

RESUMO

(Swartzia (Leguminosae, Papilionoideae, Swartzieae s.l.) na Reserva Natural da Companhia Vale do Rio Doce, Linhares, ES, Brasil). Este trabalho consiste da taxonomia, com o auxílio de observações de campo dos táxons, de Swartzia na Reserva Natural da Companhia Vale do Rio Doce. Além da chave de identificação e descrições detalhadas para cada um dos oito táxons detectados neste trabalho, são apresentadas observações sobre o porte, aspecto externo e interno da casca, com fotografias para todas as espécies, sendo que foram atribuídos padrões da casca externa para cada um dos táxons. Swartzia apetala var. apetala é encontrada nos mais diversos habitats presentes na área de estudo, enquanto S. acutifolia, S. apetala var. glabra, S. linharensis,S. myrtifolia var. elegans e S. simplex var. ochnacea são encontradas somente na Floresta Alta de Terra Firme e S. macrostachya var. macrostachya, na área focada aqui, é exclusiva do Campo Nativo. S. myrtifolia var. elegans e S. simplex var. ochnacea são os únicos táxons que não apresentam casca descamante.

Palavras-chave: Leguminosae, Swartzieae, Swartzia, taxonomia, casca.


ABSTRACT

(Swartzia (Leguminosae, Papilionoideae, Swartzieae s.l.) in the “Reserva Natural da Companhia Vale do Rio Doce”, Linhares, ES, Brazil). This study consists of the taxonomy, with the use of field observations, to distinguish among taxa of Swartzia occuring in the “Reserva Natural da Companhia Vale do Rio Doce”. Besides the key to identify and the detailed descriptions to each one of the eight taxa detected in this study we present observations on the size, internal and external aspects on the bark, with photographs of all taxa, where we attributed patterns of external bark to all of them. S. apetala var. apetala is found in all different habitats present in the studied site, while S. acutifolia, S. apetala var. glabra, S. linharensis, S. myrtifolia var. elegans, and S. simplex var. ochnacea are found just in the “Floresta Alta de Terra Firme” and S. macrostachya var. macrostachya, in the area focused here, is exclusive of the “Campo Nativo”. S. myrtifolia var. elegans and S. simplex var. ochnacea are the only taxa that do not have bark that peels off.

Key-words: Leguminosae, Swartzieae, Swartzia, taxonomy, bark

 

Obtenha o PDF deste artigo


A Família Palmae na Reserva Biológica da Represa do Grama - Descoberto, Minas Gerais, Brasil

Marco Otávio Pivari
Rafaela Campostrini Forzza

 

RESUMO

(A família Palmae na Reserva Biológica da Represa do Grama - Descoberto, Minas Gerais, Brasil) O presente trabalho trata do levantamento das espécies de Palmae ocorrentes na Reserva Biológica da Represa do Grama, localizada na Zona da Mata do estado de Minas Gerais, no município de Descoberto. A Reserva abrange uma área de 263,8 hectares, de floresta estacional semidecidual. Foram encontradas para a família sete espécies distribuídas em seis gêneros: Astrocaryum aculeatissimum, Attalea oleifera, Bactris vulgaris, Euterpe edulis, Geonoma brevispatha, G. rubescens e Syagrus romanzoffiana. São fornecidas chave de identificação, descrições, ilustrações, dados sobre distribuição geográfica e comentários para cada espécie.

Palavras-chave: Palmae, Arecaceae, Taxonomia, Zona da Mata de Minas Gerais.

ABSTRACT

(The family Palmae in the Reserva Biológica da Represa do Grama - Descoberto, Minas Gerais, Brazil) A survey consisting of the taxonomic study of the Palmae species in the Reserva Biológica da Represa do Grama, located at the Zona da Mata of Minas Gerais State, in the municipal district of Descoberto. The area covers 263.8 hectares of stationary semidecidual forest. Six genera and seven species were found: Astrocaryum aculeatissimum, Attalea oleifera, Bactris vulgaris, Euterpe edulis, Geonoma brevispatha, G. rubescens and Syagrus romanzoffiana. Identification keys, descriptions, ilustrations, range, habit and comments for each species are furnished.

Key-words: Palmae, Arecaceae, Taxonomy, Zona da Mata of Minas Gerais.

Obtenha o PDF deste artigo


Pteridófitas da Reserva Rio das Pedras, Mangaratiba, RJ, Brasil


Claudine M. Mynssen
Paulo G. Windisch

RESUMO

(Pteridófitas da Reserva Rio das Pedras, Mangaratiba, RJ, Brasil) A Reserva Rio das Pedras situa-se no Município de Mangaratiba, estado do Rio de Janeiro, nas coordenadas 22º59.S e 44º05.W, com cerca de 1.260 ha. É uma Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN), de propriedade do Clube Mediterranée, compreendendo um remanescente de Floresta Atlântica e altitudes que variam de 20 a 1.050 m alt., em diversos estágios de regeneração decorrentes de ações antrópicas distintas. A análise da flora pteridofítica indica a ocorrência de 17 famílias, 45 gêneros e 117 espécies. São apresentadas chaves de identificação e comentários para os táxons encontrados.

Palavras-chave: Pteridófitas, Floresta Atlântica, Rio de Janeiro.


ABSTRACT

(Pterodophytes of the Rio das Pedras Reserve, Mangaratiba, RJ, Brazil) Rio das Pedras Reserve is located in the Municipality of Mangaratiba, State of Rio de Janeiro, in the coordinates 22º59.S and 44º05.W, with about 1260 ha. It is a Private Reserve (RPPN), which belongs to Club Mediterranée. The area is a remainder of Atlantic Pluvial Forest of several stages in succession, with altitudes from 20 to 1050 meters. The analysis of the pteridophyte flora indicates the occurrence of 17 families, 45 genera and 117 species. Identification keys for families and species of the area are presented.

Key-words: Pteridophyte, Atlantic Forest, Rio de Janeiro.

Obtenha o PDF deste artigo